quarta-feira, 13 de março de 2013

EI

Ei,
Parece que já não sei escrever.
Às vezes me sinto tão distante das letras que dói.
Às vezes me sinto tão distante de tudo que meu mundo não me abriga.

Somos tão ínfimos neste imenso universo,
Grãos de areia no oceano.
Ainda sim tantas brigas e discussões
Tanta gente querendo pra si coisas que nunca levarão para lugar algum.

Ei,
Me pego pensando em tantas canções que ouvi,
De pessoas que se foram por tantos motivos.
E compreender isto parece tão complexo
Que às vezes simplesmente passo pelos dias.

É verdade que antes imaginava tantas coisas
Mas continuo acreditando no que sempre cri.
Não tenho várias explicações e também não consegui me mudar.
Ainda não consegui ser o que imaginava que poderia.

Essa correria tecnológica globalizada é vício.
Sentar em um banco de praça
Ou simplesmente subir a montanha pra respirar.
As coisas simples estão ficando perdidas no limbo da insensibilidade.

Ei,
Estou por aqui ainda sem saber o motivo.
Muitas das vezes torcendo para ver a linha de chegada,
Enquanto uma fumaça não se dispersa,
Enquanto um sorriso se perdeu em algum momento atrás.

Mas siga em frente mesmo que eu pare por aqui.
Nem todos os dias são os dias que gostaríamos de ter.           

BH 26/06/2009

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...