sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

PRIMAVERA FRIA

De fato.
Por enquanto... entretanto.
Se fosse... se desse... Se mudasse.
Saberia... Seria... Viveria... Satisfaria.
Realidade... Falsidade... Cumplicidade... Verdade... Insanidade.

Em meio ao caos de uma desordem,
Assistida por poucos,
Manipulada por muitos,
Entendida por ninguém.

Seu medo... Sua dor...
Sua angústia... Sua solidão...
Seu enredo... Sua cor...
Sua insônia... Sua depressão.

Então... por fim... todavia... enfim... Teria...
Eu... Você... Sem eles... Entre eles... Aqueles...
Um sonho... Um desejo... Um conto... Um lampejo...
Não voe... não entenda... não chore... não se prenda.

Sou eu... Entre eles... Sendo eles e sendo um.
Ficção... Realidade... Loucura... Insensatez.
Embriaguez... Fissura... Instabilidade... Maldição.
Sem força... Perdido... No espaço... Infinito.

Desde já... Antes tarde... Obrigado... Perdão...

BH, 23/09/2012

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...