segunda-feira, 21 de maio de 2012

ZÉ ALFREDO


Zé Alfredo era o maioral
Fazia tudo e não se dava mal
Seu carro sempre do ano
Várias garotas em seus planos.

Nunca o vi infeliz
Só bebia pra se divertir
E neste carnaval
Vamos curtir no Farol.

Mas alguma coisa o fez mudar
Seus olhos diferentes
Nos dizia a todo instante
Que ele encontrou algum coração pela frente.

Zé Alfredo mudou
Nunca mais ligou
Deixou as festas de lado
E o que era bom começou a dar errado.

Deixou a barba crescer
Bebia mais do que antes
Aprendeu a fumar
Trocou a cidade pelo mar.

No escuro da noite
Sozinho e embriagado.
Chorou ao perceber
Que mesmo a imensidão do mar
Respeitava sua simples pequenez.

Zé Alfredo escreve livros e histórias que ninguém lê.

Abril e Maio/2012

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...