quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Vinis ainda em alta


O vinil era preponderante nos anos 80, foi à ruína nos 90, começou a ressurgir em 2000 e agora, na década de 2010, tem muito respeito da indústria fonográfica, apesar de ainda ser considerado um nicho. Como CDs viraram downloads ilegais e os downloads legais só recentemente encontraram um bom modelo de negócios, qualquer dinheiro é muito bem vindo.

Dados divulgados hoje na Inglaterra revelam que as vendas de vinis – surpresa! – subiram mais uma vez por lá. E a alta nas vendas foi de 55% no primeiro semestre de 2011 em relação ao mesmo período no ano passado. No total, foram 168 mil bolachas vendidas, e o campeão de vendas é o disco King of Limbs, do Radiohead, com mais de 20 mil cópias.

Segundo Kim Bayley, diretor-geral da Entertainment Retailers Association (ERA), o vinil ainda é um nicho de mercado, mas está crescendo muito. “Pode ser pelo som orgânico que muitos fãs apreciam, ou pela arte visual maior, ou apenas pelo apelo retrô… O importante é que o vinil parece estar cativando a imaginação dos consumidores, mesmo com o fato de geralmente custarem o dobro do preço do CD, com o mesmo conteúdo”, afirmou ao site Retail Gazette.

Em maio deste ano, um estudo da Nielsen mostrou perspectiva ainda mais animadora para as bolachas nos Estados Unidos. O crescimento nas vendas é vertiginoso: de 900 mil unidades em 2005 para 2,8 milhões em 2010, e previsão de 3,6 milhões em 2011.

Como você prefere ouvir música na sua casa?

[FONTE: Revista Época]

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...