quinta-feira, 23 de abril de 2009

A escalada surreal da esquisitona



FONTE: Estadão

A mulher mais falada no mundo há uma semana não é nenhuma beldade, não provocou nenhum escândalo sexual, não é uma jovenzinha filha de pais famosos, não apresentou nenhum plano para salvar o planeta da crise, mas vem dando uma lição ao mundo de como respeitar certos valores humanos. Já reconhecida por apelidos pouco lisonjeiros como "anjo cabeludo", ela é uma interiorana de 47 anos, solteirona, desempregada, de aparência fora dos padrões de beleza e vinda da zona rural de Blackburn, na Escócia.

Com quase nada a seu favor, Susan Boyle virou celebridade instantânea, numa escalada surreal, a partir de uma única aparição num programa de calouros da tevê britânica. Até Larry King a entrevistou e ela foi convidada para ir ao Oprah Winfrey Show. O vídeo de sua vitoriosa apresentação no Britain?s Got Talent, interpretando I Dreamed a Dream, do musical Os Miseráveis, virou fenômeno na web, digno de figurar no Guinness.

O número de acessos ao vídeo pulou de cerca de 2,5 milhões nas primeiras 72 horas para mais de 100 milhões, mas até este jornal chegar às bancas pode ter duplicado. Proporcionalmente, crescem as revelações, os questionamentos e as piadas de mau gosto (dizem até que ela recebeu proposta para fazer um filme pornô).

O jornal britânico Daily Report foi investigar sua história e descobriu que Susan já tinha gravado, em 1999, o clássico americano Cry me a River, para um disco coletivo, The Millennium Celebration, reunindo só cantores amadores, em Whitburn, na Escócia. O link para sua interpretação (http://www.youtube.com/watch?v=jI2Dxkrgpg) também virou febre na web desde o fim de semana.

Há quem duvide da casualidade com que Susan "surpreendeu" a todos. Passado o flagrante de deslumbramento do público, ela está sendo apontada como mais uma invenção do temido Simon Cowell, um dos criadores do American Idol e também jurado do Britain?s Got Talent. Ele também é famoso por fabricar ídolos, como as Spice Girls e Leona Lewis. Pouco importa, que Susan Boyle tem um vozeirão, não há dúvida. E a maneira como cativou o público, demolindo com altivez os mais reles preconceitos, conta muito.

1 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...