sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

QUAL O SENTIDO DA VIDA?



Já vivi muitas festas.
Já subi morro.
Já virei noites.
Já se foi algo que não desejaria que ninguém lhes tirasse.

Qual o sentido da vida?
Qual o sentido dos conflitos que surgem?
Não racionalizem respostas.
Nem sempre a lógica satisfaz o desejo ou cura a dor.

Já vi um pôr do sol lindo.
Já dormi em qualquer lugar.
Já gritei o mais alto que consegui.
Já chorei por partidas e chegadas.

Qual o veredicto da verdade?
Qual a sentença da incompreensão?
Remédios não curam.
E, às vezes, o melhor lugar é o abraço do meu anjo triste.

Já bebi em garrafas.
Já desmaiei.
Já tive insônia... ainda tenho... desde que não venha o sol.
Já fui xingado... e ainda continuo sendo.

Qual o sentido da vida?
Qual a vantagem de ainda estar por aqui?
Conversas são sempre conversas,
Quando o que existe é um labirinto dentro de você.

Sem respostas. Só vozes. Ecos.
Antes. Agora e sempre.

Riva Moutinho 12/12/2008

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...