segunda-feira, 30 de abril de 2007

E OS FANTASMAS...



Acorde cedo e respire o ar que destrói seus pulmões
Limpe seus ouvidos e ouça as palavras que destroem suas esperanças
Abra bem seus olhos e veja a carnificina de uns para com os outros através dos gestos
Escove seus dentes... você ainda precisa continuar sorrindo.

Fantoche de algum plano de algum governo
Bonequinha de algum patrão, de algum superior
Marionete do capitalismo, capitalismo comunista
Prepare seus braços... você ainda terá que dar aquele abraço

Cinismo aceito numa sociedade de disfarçados
Alegrias mórbidas num complexo de zumbis
Faça sua rotina, viva seu cotidiano
Limpe suas mãos, pois ainda terá que cumprimentar alguém

Hipócritas transeuntes, mentes cauterizadas
Se o olhar não assassina, as palavras pulverizam
Sonhos, ilusões, fantasias, idéias, pretensões
Enfie e aperte tudo, pois é neste balaio que tudo entra

A diferença é loucura, a sensatez também
Apague a última luz que acendeu e espere chegar a ordem
Espere por esperar, espere e continue esperando
Mas agora feche os olhos, você precisa dormir

No dia de amanhã seus sonhos vão amanhecer
Você precisa se fortalecer, precisa se oxigenar
Plante o virtual dentro do seu peito
Pois nesse mundo real, pouco se tem a conquistar.


30/04/2002

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...